sábado, 20/abril/2024
PUBLICIDADE

No mundo competitivo se busca a perfeição

Wilson Carlos Fuáh – especialista em recursos humanos e relações sociais e políticas - [email protected]
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A insatisfação humana é permanente,  por isso, sempre precisamos de desculpas. Ser um vencedor é imposto pelo mundo competitivo, e a perfeição é buscada diariamente, algumas vezes alcançada, e outras vezes desprezada, porque já estão envelhecidas com a chegada da noite.          

Apesar de todos os cuidados às vezes é importante deixar a vida nos surpreender e a extrapolar pequenos limites, desde que saiba se transformar num agente modificador da sua própria história e não seja a personagem vitimada por alguns momentos errados, pois quando a necessidade emocional não é atendida, a qualidade de vida emocional é prejudicada. 

Quando passamos a repetir a frase: hoje eu não posso, não tenho tempo para nada. É a senha de que já estamos totalmente dominados pela rotina, a mente obedece apenas um comando, preciso estar conectado aos afazeres permanentemente, e por isso, às 24 horas é muito pouco, quando sentir que já está nesse estágio, é porque já perdeu a chave que poderia desligar dos problemas.

Ninguém está livre das surpresas agradáveis ou desagradáveis, porque elas fazem parte do estágio da vida, os pequenos problemas podem causar impacto emocional muito grande, quando o stress está andando de “mãos dadas” com você e pode até se transforma em senhor da sua vida, e a partir daí, as reações passam a ficam sem controle, pois basta uma pequena ofensa, para causar explosões e estragar o dia ou uma semana inteira, dependendo de como possamos a administrar  mal ou bem, diante das críticas ou das rejeições sociais, o importante é estar preparado para navegar pelo mundo das boas emoções, sem perder o sentido da vida e o prazer de viver. 

As derrotas são recheadas de desculpas e às vezes tentamos enganar a nossa própria mente com mentiras de satisfação pessoal, mas o coração é esperto e independente, ao perceber muito barulho com vitórias insignificantes, logo termina por despertar todo o resto do corpo para a realidade de querer algo mais, nos impondo metas que possa nos tornar  verdadeiramente realizados e viver na paz das conquistas que só os vencedores conhecem. 

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Da Constitucionalização do porte e uso de drogas

O Senado Federal aprovou em segundo e último turno...

G20: Manejo Florestal um caminho para mitigar as mudanças climáticas

Compartilho algumas reflexões sobre um tema de extrema relevância...

A medula da Constituição

Estamos precisando ler a Constituição com a mesma frequência...

Habitat diferentes para o bem comum

Não restam dúvidas de que a convivência pacífica entre...