Opinião

Governo de MT trabalha com amor pelo Social de Cuiabá

O Governo de Mato Grosso tem feito muito por Cuiabá. Como secretária de Assistência Social e Cidadania posso provar isso com números e documentos. É um trabalho que realizamos sob a coordenação da nossa primeira-dama Virginia Mendes, que trabalha de forma voluntária para ajudar os mais necessitados.

Nesse momento doloroso de Pandemia temos reunido forças e trabalhado de forma ininterrupta, que as vezes esquecemos de responder as mentiras que são espalhadas por pessoas que deveriam estar fazendo o mesmo que nós: lutando pelo social, por levar dignidade aos mais necessitados.

Aqui na Capital já entregamos 194 mil pratos populares, 17 mil marmitex para os moradores de rua (só este ano) e 122 mil cestas básicas e 37 mil cobertores.

Sobre transferência de renda temos muito para registrar: Programas Ser Família, Ser Idoso, Ser Inclusivo, Ser Mulher, Ser Criança. E agora o Governo de Mato Grosso lançou o Programa Ser Família Emergencial que estará em funcionamento no final do mês destinando R$ 150, durante três meses, para famílias que vivem em situação de extrema pobreza. Serão 100 mil famílias atendidas em todo Estado, sendo 12 mil só em Cuiabá.

Temos uma primeira-dama que realmente faz. Ela vai nos aterros sanitários, leva cobertores para moradores de rua, visita entidades vulneráveis, atende haitianos, venezuelanos. Ela gosta de gente, diferente de quem só fala, mas não faz.

Por falar em fazer, vocês conhecem a delegacia da mulher 24 horas planejada e inaugurada por nossa primeira-dama Virginia? Vocês conhecem alguém em Cuiabá que tenha arrecadado R$ 5 milhões em apenas dois meses, com uma divulgação feita somente nas redes sociais?

Transferimos mais de R$ 2 milhões em cofinanciamento só para Cuiabá. Como que ainda tem gente para dizer que o governo não fez nada pelo social?

Quanto ao Siminina, que foi um grande sucesso quando Virginia Mendes foi a primeira-dama de Cuiabá, que adoram nos atacar, já deu. Foi para a atual primeira-dama de Cuiabá, que Virginia Mendes entregou 1.500 meninas numa grande festa de encerramento no Parque Tia Nair. Se no ano seguinte eles só tiveram 750, foi por falta de capacidade para fazer a busca ativa no período de matrícula. E se até hoje eles continuam com 1.500, então não houve nenhuma evolução.

Por fim, desafio aqueles que não conseguiram se reinventar com esta pandemia e que ainda continuam priorizando apenas relatórios e acompanhamentos psicossociais, a trabalharem mais, pois a fome se mata com comida. Assim, certamente terão menos tempo para disseminar inverdades.

Rosamaria Carvalho – Secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania