Opinião

Cuidado com as rotinas

Muitos se perdem por serem consumidos pelas rotinas ou pelo condicionamento de ser um competidor bestial em busca de um pedacinho de sonhos ou correndo atrás de promessas de conquistas definitivas de um paraíso individual que não existe.

Aquilo que chamamos de destino não existe, vida não resume ao o parêntese do início e fim, mas o comando e as escolhas estão em suas mãos, mas na dúvida, faça sua inscrição na escola de aprendiz da vida. Em todos os momentos recebemos orientações poderosas, mas por serem silenciosas, não conseguimos ouvi-las. Às vezes não pressentimos os fatos que podem ocorrer contra ou a nosso favor, porque somos transformados em escravos das nossas rotinas desnecessárias.
Viver é saber administrar os contrastes que são colocados em nossas vidas, antes que querer que as pessoas sejam escravas do seu desejo, é necessário entendê-las e aceita-las, pois vivemos no mundo dos desiguais, todas nós somos diferentes para sermos aceitos no sentido de se completar o par.

Por isso, é importante sabermos optar pelo que melhor nos convier, todo coração deve estar aberto às mudanças e mesmo antes de conhecê-las. A vida é formada por hábitos que devem ser desfeitos para não limitar o exercício de quebrar e romper todas as barreiras rumo à evolução das nossas próprias vidas, saindo dos sonhos dos olhos fechados, abrindo as portas da realidade e com certeza às conquistas virão por consequência dos esforços individuais e do poder seu próprio comando.

É sempre conflitante pensar que a felicidade está em outro lugar e na satisfação momentânea do meio social, muitos caminham e vão muito longe atrás de sonhos não acessíveis, até um dia entender que a felicidade não está nos lugares, não estão nas coisas ou não estão nas pessoas, mas sim, dentro de nós mesmos.

Wilson Carlos Fuáh – Economista Especialista em Administração Financeira e Relações Políticas e Sociais em Mato Grosso - [email protected]