Geral

Vaticano encerra visitação pública ao velório do Papa

Os portões da basílica de São Pedro, no Vaticano, foram fechados pouco depois das 22h (17h de Brasília), encerrando a visitação dos fiéis que foram prestar a última homenagem ao papa João Paulo 2º, segundo as agências de notícias Reuters e France Presse.

O velório acabaria quando o último da fila passasse pelo corpo, que está na basílica desde segunda-feira (4), mas seria impossível que todas as pessoas que já passaram pela praça São Pedro –cerca de 4,5 milhões– pudessem dizer adeus ao sumo pontífice em tão poucos dias.

Na noite desta quarta-feira, às 23h (18h de Brasília), a polícia interrompeu a entrada de novas pessoas na fila temendo não haver tempo suficiente para todas as pessoas que já esperavam havia horas conseguissem entrar na basílica. “Eu quase tive um ataque cardíaco quando ouvi que a fila havia sido interrompida”, dise a espanhola Alejandra Ortiz, 26, desenhista de moda.

Na manhã desta quinta-feira, o Vaticano liberou novamente a adesão de peregrinos à fila e chegou a anunciar a extensão do horário do velório público para até a meia-noite (19 de Brasília).

A porta do local foi fechada nesta quinta-feira para permitir o início dos preparativos para o funeral do papa, que está previsto para começar às 10h (5h em Brasília) desta sexta-feira.

A circulação de carros será proibida em Roma das 2h (21h de quinta-feira, no horário de Brasília) até as 18h (13h de Brasília) de sexta-feira. A medida tem por objetivo ampliar ao máximo o espaço para a circulação de ônibus e também evitar atropelamentos.

Nesta quarta-feira, autoridades italianas pediram aos peregrinos que se dirigem a Roma para o funeral do papa que se mantenham fora da região central da cidade. O chefe do Departamento da Defesa Civil da cidade, Guido Bertolaso, disse que a região já estava “saturada