Geral

Tribunal manda soltar vendedora acusada de esfaquear noiva do ex-marido em Sinop

O Tribunal de Justiça revogou a prisão preventiva da vendedora ambulante acusada de esfaquear uma mulher de 28 anos. O crime ocorreu em setembro, em uma residência localizada no bairro Bom Jardim. A vítima foi atingida no pescoço, socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hospital Regional.

A suspeita da tentativa de homicídio tem 48 anos e foi presa por policiais da Força Tática da PM enquanto trafegava em um Fiat Uno, pela rua Colonizador Ênio Pipino, logo após o crime. A suspeita foi levada à delegacia de Polícia Civil e, posteriormente, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça Criminal de Sinop.

A defesa entrou com pedido de liberdade no Tribunal de Justiça e o desembargador Marcos Machado deferiu a solicitação. Ele determinou a substituição da prisão preventiva por medidas cautelares. Desta forma, a acusada terá que comparecer a todos os atos processuais, está proibida de se aproximar ou manter contato com a vítima e não poderá sair da comarca de Sinop sem autorização judicial.

A suspeita estava presa na cadeia feminina de Colíder e já foi colocada em liberdade. Conforme a denúncia, o crime foi motivado por ciúmes da acusada em relação à vítima.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria/arquivo)