Geral

Terremoto no Nortão: Especialistas seguem para região e avaliarão causas

Uma equipe do Observatório de Sismologia da Universidade de Brasília segue esta semana para a região Norte de Mato Grosso para analisar, in loco, o tremor de 4,3 graus, registro hoje às 12:41( hora MT) na Escala Richter. “Estes abalos nós temos monitorados há alguna anos. Temos um sensor e um registrador instalados em uma central do OBSIS quase na divisa de Porto dos Gaúchos e Juara e vamos analisar mais detalhadamente este terremoto”, explicou ao Só Notícias, por telefone, o técnico do Observatório de Sismologia, Izaul Paiva Gomes

Nem todas as pessoas acabaram percebendo o tremor de terra. Foram sentidos mais fortemente na área rural em Tabaporã, Porto dos Gaúchos e no distrito de São João. “O tremor que ocorreu nesta região é sem barulho. Muitos que estão na cidade não notam porque estão em ambientes e atividades urbanas como ruídos de carros, de aparelhos, que impedem notar estes abalos”, explicou o técnico. Em uma residência em um bairro menos movimentado, por exemplo, é possível ouvir barulho dos pratos, talheres, das vidraças, dentre outros.

“Estes abalos nesta região não são novidades. Já existem desde a década de 50, quando a região de Porto dos Gaúchos começou a ser colonizada. Já tivemos relatos de pessoas que perceberam abalos desde que quando chegaram em Porto dos Gaúchos, Tabaporã e outras cidades”, acrescenta Izaul.