Geral

Sinop: tempo seco, baixa umidade do ar e queimadas provocam aumento de até 60% nos problemas respiratórios, diz especialista

O médico otorrinolaringologista Giovanni Paolo Seronni, apontou, em entrevista, ao Só Notícias, que o tempo seco, baixa umidade e a poluição do ar com as queimadas dos últimos dias, têm agravado em até 60% os problemas respiratórios, sangramento nas narinas, rinite, conjuntivite alérgicas entre outras doenças pulmonares entre os moradores de Sinop. “Esse período tem um aumento muito grande da procura das pessoas com esses problemas. O nosso nariz tem a função de preparar o o ar antes de chegar até os nossos pulmões. Ele faz uma espécie de umidificação. Nesta fase, com o tempo muito seco acaba tendo um trabalho maior para umidificar a pele que começa a ficar irritada. Quando nós respiramos esse ar com pó e fumaça acaba causado distúrbios. Além disso, com a baixa umidade do ar a irritação fica inda maior. Com isso, começam os problemas alérgicos, as bronquites e sinusites. As queimadas também causam muitos problemas neste período”, disse Seronni.

Segundo o otorrinolaringologista, durante à noite é importante manter os locais sempre umidificados. “Sempre é importante tentar dormir com um umidificador de ar ligado, evitar fazer atividades físicas nos horários mais quentes, manter a hidratação tomando água. Uso de soro nasal para ajudar hidratar o nariz também é importante. A hidratação é fundamental neste período”.

De acordo com o instituto Climatempo, há previsão de aumento de nuvens e 80% de probabilidade de chuva à tarde e à noite, nesta quarta e quinta-feiras. Com isso, a umidade relativa do ar deve ficar entre os 29% e 59%, em Sinop. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o índice mínimo recomendado de umidade relativa do ar é de é 60%.

Conforme Só Notícias já informou, o Corpo de Bombeiros de Sinop atendeu várias ocorrências de queimadas nos últimos dias que causaram muita fumaça na cidade. No bairro Jardim do Ouro, foi em uma área de pastagem, nas proximidades do residencial Nico Baracat, na MT-140 (que liga Sinop a Santa Carmem) também atingiu uma área de floresta com pastagem. Algumas propriedades rurais na Gleba Mercedes e às margens da BR-163 também registraram ocorrências. No perímetro urbano, o grupo Parankas, uma brigada mista de bombeiros militares e brigadistas fazem os atendimentos.