Geral

Sinop completa hoje 31 anos de fundação

Com mais de 100 mil habitantes, Sinop comemora hoje 31 anos de fundação, consolidando-se como 4º maior município de Mato Grosso o maior do Nortão. Sinop registra atualmente um  dos maiores crescimentos populacionais do país, é considerado pólo comercial, industrial em saúde, educação e outros segmentos. O setor madeireiro continua sendo a principal base econômica do município seguido do comércio, agricultura e pecuária.  
Fundada em 14 de setembro de 1974, Sinop surgiu no meio do mato, onde foram abertas as primeiras picadas, por cerca de 400 homens, vindos em sua maioria, do Estado do Paraná. Com a idealização dos pioneiros Enio Pipino e João Pedro Moreira de Carvalho, proprietários da Sociedade Imobiliário do Noroeste do Paraná -SINOP- já em 1972 começaram a ser abertas as primeiras estradas mata adentro, que deram origem inicialmente a cidade de Vera. Depois foi fundada Sinop e, posteriormente as demais cidades da Gleba Celeste: Claudia e Santa Carmem. Cinco anos depois, no dia 17 de dezembro de 1979, o então governador Frederico Campos decretou a emancipação de Sinop. 
 
Desde a primeira casa construída em 1973, Sinop não parou de crescer, e hoje, se destaca entre os maiores municípios do Estado. Tem mais de 1,2 mil empresas (grande, médio e pequeno portes) nos setores madeireiro, beneficiamento, serralharia, marmoraria, fazem da cidade um pólo econômico. O setor madeireiro tem 280 indústrias. Além de abastecer o mercado interno, é um grande exportador de madeira beneficiada, como forros, laminados e compensados para Estados Unidos, Bélgica, Holanda, dentre outros países. E mesmo com a diminuição de aproximadamente 30% no número de empregos, após a ‘Operação Curupira’, realizada no mês de junho, ainda é o setor que mais emprega no município, gerando hoje cerca de  5 mil empregos diretos e outros milhares de indiretos. O comércio também tem grande representatividade na região, com mais de 1,5 mil empresas comerciais, é sede de empresas locais e regionais. 
 
Além de pólo econômico, Sinop também é considerado pólo universitário do Nortão. Com sete campos universitários, reunindo estudantes de toda a região, possui diversos cursos de graduação. As obras do campus da UFMT foram lançadas, mês passado, pelo prefeito Nilson Leitão e o reitor Paulo Speller. Também atende mais de 30 mil alunos de pré ao ensino médio, em suas 11 escolas estaduais, 17 escolas municipais e 11 particulares.
 
Asfalto e a rede de água tratada tiveram uma expansão considerável nos últimos anos. Com 2,4 milhões de metros quadrados de ruas e avenidas asfaltadas, 55% da cidade está pavimentada. E dos mais de 60 bairros, 90 % recebem água tratada, apenas 13 ainda não tem rede de abastecimento. 
A cidade também vem se fortalecendo, apesar das dificuldades, no segmento agrícola. Tem 3 grandes indústrias beneficiadoras que comercializam arroz para o Nordeste e o Sul. Um novo distrito industrial foi formado, definidos incentivos fiscais e a prefeitura deve iniciar, nos próximos dias, a comercialização de mais de 500 terrenos para atrair mais indústrias e empresas para Sinop.  

Tudo isso faz de Sinop uma cidade vitoriosa, que surgiu do sonho e bravura de seus pioneiros ( muitos deles falecidos) e hoje é conhecida como a ‘Capital do Nortão’.