Geral

Secretário diz que aguarda definições para ‘problemas de segurança’ em Sinop

As diversas cobranças de melhorias na área de segurança pública, ao Governo do Estado, foram questionadas ontem, pelo secretário de Justiça e Segurança Pública, Carlos Brito. Ele destacou que os problemas de violência e criminalidade não são particularidades do município, que enfrenta dificuldades socioeconômicos e que acabam por gerar um quadro diferenciado e com complexidade própria. “O país inteiro atravessa um momento difícil, resultado de décadas de não investimento na segurança pública por parte de vários governos, em todos os níveis”, declarou.

Com relação a possível realização de uma audiência pública para debater o assunto, no município, ele lembra que “por várias vezes tenho tratado com as lideranças do município e com o deputado Dilceu Dal Bosco. Ele tem conhecimento de que a secretaria aguardava definições com relação a várias questões – viaturas, concurso público para PM e Corpo de Bombeiros e oferecimento do curso de capacitação para delegados, escrivães e investigados do último concurso público da Polícia Civil e aquisição de motocicletas”, argumentou Brito.

As cobranças também são feitas em todo o Estado. A implantação de uma CPI ou comissão especial, pela Assembléia Legislativa, para apurar os principais problemas na pasta, já teria sido cogitada por alguns parlamentares.