Geral

Procuradoria pede impugnação de candidaturas de Henry, Percival e França

29 requerimentos de impugnações de registros de candidaturas foram protocolados no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, até ontem, data em que se encerrou o prazo o requerimento das impugnações. Destes, 25 foram requeridos pelo Ministério Público Eleitoral, três pelo Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB e um pela Colig – Coligações de Partidos. “Por razões de fato e de direito de acordo com o Arts. 4º e seguintes da LC 64/90”, o procurador regional eleitoral de Mato Grosso, Mário Lúcio de Avelar propôs a impugnação do pedido de registro de 25 candidatos. Estão na lista o deputado federal e candidato à reeleição Pedro Henry Neto, o ex-prefeito de Cuiabá Roberto França Auad (PPS), o deputado estadual Hermínio Barreto, o ex-prefeito de Rondonópolis e presidente estadual do PPS, Percival dos Santos Muniz, o candidato a governador Bento Souza Porto, o presidente da Assembléia, Silval da Cunha Barbosa, o ex-secretário estadual de Indústria e Comércio Carlos Avalone Júnior. Também estão na lista Francisco Tarquinio Daltro; Túlio Aurélio Campos Fontes; Fausto de Souza Faria; Jeremias Pinita´awe Tsibodowapre; Hélio Roberto Pichioni; Douglas Luiz Arisi; Zulmar Curzel; Vagmar Roberto Marques; Rosenwal Rodrigues dos Santos; Sadi Antônio Turra; Joá José Porto dos Santos; Jeverson Missias de Oliveira; Fábio Martins Junqueira; Nilson José dos Santos; Franciso Martins de Souza Filho; José Ferreira Lemos Neto; Vicente da Riva; Antonio Manoel de Souza.

Os candidatos têm sete dias para apresentarem defesa a partir da data de notificação. De acordo com o secretário judiciário Edivaldo Rocha, todos já foram notificados. O prazo final para julgamento dos processos de registro de candidatura vai até o dia 23 de agosto.

O PSDB, por meio do presidente regional do partido, Antero Paes de Barros protocolou no dia 16 de julho a ação de impugnação de registro de candidatura de governador e vice-governador em desfavor da coligação Mato Grosso Unido e Justo, integrada pelos partidos PP, PTB, PMDB, PTN, PL, PPS, PAN, PRTB, PMN, PTC e PSB.

Em duas ações do PSDB, apresentada pelo advogado do partido, Flávio José Ferreira, a primeira pede indeferimento do registro do candidato da chapa majoritária a senador da república, Jayme Veríssimo de Campos e respectivos suplentes, Luiz Antonio Pagot e Osvaldo Roberto Sobrinho. A segunda, ação de impugnação pede o indeferimento do registro da coligação Mato Grosso Unido e Justo.

Já o requerimento protocolado pela Colig – Coligações de Partidos, na pessoa de Valdir Machado da Silveira Pinto, vereador pelo município de Primavera do Leste/MT e candidato a deputado estadual pela coligação “Unidade e Trabalho II” (PMDB e PL), em notícia de inelegibilidade pede a impugnação do registro do candidato a deputado estadual, Luis Carlos Magalhães Silva.