Geral

Prefeitura inicia obras de esgoto em bairro em Lucas do Rio Verde

As obras no bairro Bandeirantes iniciaram, hoje, pela rua Celósias. A linha mestra, que vai conduzir o esgoto até a estação de tratamento, já está em fase final e deve ser concluída nos próximos dias. Não foram detalhados os valores de investimento. “Agora entramos efetivamente no bairro para que consigamos implementar o máximo possível desse encanamento até que a chuva se intensifique, e depois faz as esferas na calçada para que o cidadão possa interligar a sua residência nesse ponto. A partir de semana que vem estaremos com mais equipes sempre fazendo duas ruas alternadas ao mesmo tempo”, explicou o secretário de Infraestrutura e Obras, Gerson Odair Franke.

“A intenção é que consigamos avançar bem nessa parte dentro bairros e que até o final de outubro inicio de novembro estarmos avançados. Estamos com equipes montadas, equipamentos próprios, é de suma importância esse serviço que está sendo feito. Acaba sim causando transtorno ao cidadão, mas sempre pedimos a colaboração e desculpas, pois é para um benefício maior”, acrescentou.

Ainda de acordo com o secretário, no bairro Menino Deus, os trabalhos de esgoto também estavam em fase final. As obras estavam paralisadas desde 2012 e foram retomadas em 2017. “Estamos fazendo os testes finais, assim como na estação de tratamento. Com a questão da pandemia a empresa teve muitos problemas e isso gerou atraso de quase 60 dias. A expectativa é que na próxima semana estejamos fazendo as primeiras ligações no local e também autorizemos que os moradores façam as ligações na rede”, destacou, emendando que a projeção é que o Bandeirantes, Parque das Emas e Dalmaso, sejam os próximos a serem finalizados.

Já o diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto, João Pagotto, revelou que a expectativa é que em dois anos e meio 100% de Lucas do Rio Verde tenha rede de esgoto tratada. “Há vários bairros que tem, mas ainda faltam as linhas de recolhimentos. Queremos fazer toda essa rede, é um compromisso muito grande”, analisou.

“Com a rede finalizada, o deslocamento parte dos bairros, aí vai para o emissário e as elevatórias conduzem para a estação de tratamento, onde vão ter os técnicos que acompanham diuturnamente para fazer esse controle de processo necessário. Depois disso, os influentes, com uma carga de até 96% pureza, são conduzidos aos destinos finais”, completou.

Redação Só Notícias e Altair Anderli, de Lucas do Rio Verde (fotos: Só Notícias)