Geral

Polícia confirma que piloto e mais 2 morreram na queda de avião em fazenda em Mato Grosso

A Polícia Militar confirmou, há pouco, que após a retirada dos destroços do avião Embraer EBM-810D, que caiu, ontem, por volta das 12h30, numa área onde recentemente foi colhido milho em uma fazenda,  a cerca de 70 quilômetros de Nobres (123 km de Cuiabá) foram encontrados três corpos e identificados como Clésio de Paula Filho, de 58 anos, Lucas Arrais Correia e o piloto Romilton Lima da Silva, de 30 anos. Está sendo confirmado onde residiam.

Uma testemunha afirmou aos policiais que por volta das 11h40 viu a aeronave voando sobre a fazenda, fazendo um barulho estranho no motor. Após isso, ela começou perder altura, girou e caiu causando um estrondo muito grande.

As equipes da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Polícia Civil estiveram no local fazendo as análises necessárias. Os bombeiros de Nova Mutum fizeram a remoção da aeronave com ajuda de um caminhão munck da fazenda e os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para necropsia.

Foi constatado, preliminarmente pelos policiais, que o avião estava carregado de peças de maquinários agrícolas. Conforme Só Notícias já informou, com o impacto, a aeronave ficou com o trem de pouso para cima e não pegou fogo. Começa a ser apurado se o piloto tentou pouso de emergência.

De acordo com o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), o avião tinha capacidade para decolagem com peso máximo de 2.155 quilos, estava com Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válido até janeiro de 2021 e não tinha permissão para operação de táxi aéreo.

Agora, as possíveis causas e responsabilidades pelo acidente serão investigados pelo Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VI).

Só Notícias/Cleber Romero (fotos: divulgação - atualizada 08:43h)