Geral

Perícia investiga causa de capotamento em Sinop onde 2 morreram

Peritos do Instituto de Criminalística de Sinop estão coletando informações para identificar as causas do capotamento de um caminhão Ford, placas AFG 7023, de Cascavel (PR), esta tarde na rodovia que liga Sinop e Santa Carmem e que deixou dois mortos: José Maria da Silva, 43 anos e Carlos Pereira dos Santos, 26 anos. O caminhão é da empresa Redran (que faz o asfaltamento da rodovia) e as vítimas são funcionários da empresa. Antonio Nunes Rodrigues, 42 anos, também estava no caminhão, ficou ferido e está hospitalizado. (clique na foto para ampliá-la)

O capotamento foi a cerca de 25 km de Sinop. O caminhão pipa estava carregado e trafegava sentido Santa Carmem Sinop. Na rodovia há duas marcas que ele foi para a pista contrária, retornou para sua pista e, em seguida, capotou. José e Carlos morreram na hora. Seus corpos ficaram ao lado do caminhão. O tanque despreendeu-se e ficou fora da pista.

Cicero dos Santos estava em outro caminhão, da mesma empresa, e vinha logo atrás. “Não dá pra entender o que ocorreu. Ele começou ir para um lado e pro outro e logo capotou”, disse, emocionado. José era seu sobrinho e, Carlos, seu cunhado. Ambos residem em Palmital, interior do Paraná. Eles vieram a Sinop, onde estavam há apenas 15 dias, para trabalhar. “Nos iríamos lavar a pista lá onde os colegas estão trabalhando (fazendo meio-fio) justamente para evitar acidentes”, acrescentou Cicero.

O tráfego ficou interrompido por mais de uma hora e meia. Alguns automóveis conseguiram passar por um desvio, às margens da rodovia. Mas caminhões tiveram que esperar os peritos liberarem os corpos, que devem ser trasladados para Palmital.