Geral

Notificações de dengue e zika em Lucas do Rio Verde aumentam

Lucas do Rio Verde está em estado de alerta para uma possível epidemia de dengue. Somente nas duas primeiras semanas do ano, foram 50 notificações ( o número de casos confirmados ainda não saiu).

Conforme a supervisora de Vigilância em Saúde, do município, Keli Paludo, o período chuvoso e o acúmulo de lixo são as maiores preocupações. “Os agentes de combate a endemias estão fiscalizando todos os bairros, principalmente aqueles em que são registrados maiores focos do mosquito, ou da doença. Contudo, é importante que a população se mantenha em alerta, pois o único meio de evitar a dengue é a prevenção” alerta.

De janeiro a dezembro do ano passado, a secretaria de Saúde registrou 516 notificações de dengue, 11 de chikungunia e 29 de zika, um aumento de 300% comparado com 2018.

A conscientizar da população para eliminar os criadouros do mosquito está sendo intensificada.  Os moradores estão recebendo orientações e, se forem encontrados focos, os agentes já fazem a eliminação dos criadouros do mosquito. Mesmo com todos os trabalhos de conscientização ainda são encontrados muitos focos em lixo que acumula água das chuvas.

A prefeitura realiza mutirões de limpeza e trabalhos de conscientização durante o ano, buscando medidas de combater os criadouros do mosquito, mas mesmo assim, os números são alarmantes. Além disso, Secretaria de Saúde conta com vários agentes de endemias que fazem as visitas nas residências e auxiliam nos cuidados necessários.

A população pode fazer denúncias pelo aplicativo Lucas Cidadão, onde é possível registrar uma foto e marcar a localização. O aplicativo está disponível nas lojas do celulares Android e IOS. Se preferir pode ligar na Ouvidoria pelo 0800 646-4004.

Só Notícias/Altair Anderli, de Lucas do Rio Verde