Geral

“Mau uso” faz MSN fechar salas de bate papo

Os internautas que entram nas salas de bate-papo do MSN Brasil têm até o dia 15 de agosto para utilizar a ferramenta –depois dessa data, as salas serão fechadas. A medida, afirma a Microsoft, tem como objetivo proteger os usuários contra informações inapropriadas e não-solicitadas, comuns nesses canais de comunicação virtual.

“Nossas 14 salas são monitoradas o tempo todo, mas é fato que o mau uso da internet vem crescendo. Vamos fechá-las para garantir que o internauta tenha experiências seguras e positivas no universo virtual”, afirma Marcos Swarowsky, gerente de marketing do MSN para Brasil e América Latina.

Além de preservar a segurança dos usuários contra pessoas mal-intencionadas –caso de spammers que roubam e-mails trocados em chats–, a medida representa uma alinhamento com a estratégia mundial da companhia.

Em outubro de 2003, o MSN fechou seu espaço para chats em diversos países. Em algumas nações (caso dos EUA, Canadá e Japão), elas continuaram abertas, mas podiam ser utilizadas apenas por assinantes que pagavam pelos serviços da página.

“As salas de bate-papo foram muito populares no surgimento da internet, durante sua fase de exploração. Agora estamos em outro momento, no qual os internautas se preocupam com a privacidade e querem ter maior controle sobre as informações que disponibilizam on-line”, diz Swarowsky.

Essa mudança no perfil de uso, afirma o executivo, pode ser comprovada pelo número de usuários dos comunicadores instantâneos –ferramenta em que os contatos são, geralmente, pessoas conhecidas. Entre 2003 e 2005, o número de internautas que utilizam o MSN Messenger no Brasil foi de 3 milhões para 12 milhões. Por outro lado, houve uma queda de 30% no movimento dos chats nos últimos 12 meses.