Geral

Justiça define data para julgar acusados de matar e atear fogo em corpo de homem no Nortão

A justiça marcou para o dia 22 de outubro o julgamento dos principais suspeitos de matar Rodrigo Alves de Souza, 27 anos, em Tapurah (240 quilômetros de Sinop). A vítima foi morta a tiros, no dia 6 de fevereiro de 2019, em uma residência localizada na rua das Palmeiras, no bairro São Cristóvão.

Os réus irão a júri popular por homicídio qualificado, cometido por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. Também responderão por ocultação de cadáver, uma vez que teriam ateado fogo no corpo de Rodrigo e, ainda, por fraude processual.

Os dois suspeitos de envolvimento na morte foram presos poucos dias depois, em operação da Polícia Civil. Com eles, os investigadores localizaram máscaras balaclava, revólveres, uma espingarda calibre 22, três espingardas de pressão e uma balestra medieval. Um GM Corsa também foi apreendido.

Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), o assassinato teria sido motivado por vingança. A principal versão é de que um dos acusados acreditava que Rodrigo estaria envolvido na morte de uma pessoa conhecida.

Os suspeitos seguem na cadeia pública de Porto dos Gaúchos (230 quilômetros de Sinop), mesma cidade onde Rodrigo foi sepultado.

Só Notícias/Herbert de Souza