Geral

Júri de mulher acusada de mandar matar companheiro é adiado em Sorriso

Mais um júri popular foi adiado em Sorriso. A sessão de julgamento da ré Marilda Esteves Borges Moraes, acusada de ser a mandante do homicídio de seu companheiro Francisco Diniz Coutinho Júnior, chegou a ser aberta, hoje de manhã, no plenário Câmara Municipal, mas devido ao não comparecimento de duas testemunhas, foi transferido.

Marilda, que responde o processo em liberdade, deverá ser julgada no dia 28 de setembro.
O crime ocorreu no dia 26 de novembro de 2002, no bairro Benjamim Raiser. É acusada de planejar e ordenar a morte de Coutinho. Esta é a segunda vez que o julgamento dela é adiado.

No próximo dia 22 de junho, será feito o julgamento de José Aparecido Macedo, acusado de matar um mendigo, não identificado, em 1997.