Geral

Juiz decide soltar mulher que tentou entrar na penitenciária de Sinop com drogas

A mulher, de 32 anos, teve a liberdade provisória concedida pelo juiz plantonista, ontem. Ela havia sido presa na quarta-feira após tentar entrar com 57 porções de maconha armazenadas em cápsulas na penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, o “Ferrugem”. O magistrado, por outro lado, definiu medidas cautelares.

Entre elas, está a obrigação de se apresentar mensalmente em juízo, não frequentar lugares com aglomerações de pessoas (a não ser ações religiosas), devendo não ir em bares, casas de jogos, botequins e outros, bem como não mudar de residência ou se ausentar, por mais de oito dias, sem comunicar o juízo.

O magistrado argumentou na decisão que a mulher não tem antecedentes criminais e que “a quantidade de entorpecente apreendido não é elevada”, diante disso, “é cabível a substituição da medida extrema por outras medidas cautelares diversas da prisão”. Ainda pontuou que a liberdade dela não demonstra risco concreto de perigo à ordem pública.

A suspeita também deve ter a Carteira Individual de Visitantes suspensa por um ano, ficando proibida de fazer visitas em unidades prisionais neste período. Após isso, deverá comprovar os requisitos necessários para emissão de novo documento.

Conforme Só Notícias já informou, no dia da prisão a mulher relatou que levaria medicamentos para dois presos. Porém, enquanto era revistada a equipe verificou que o lacre de um dos produtos havia sido rompido.

Questionada sobre as substâncias, alegou que entregaria para um dos reeducandos, que faria a distribuição no raio azul.

Só Notícias/Luan Cordeiro e Guilherme Araújo (foto: Só Notícias/arquivo)