Geral

Ibama discute instituição de Câmara Técnica

Gerentes do Ibama em Mato Grosso discutem hoje (12), na sede da gerência executiva I do Ibama, temas como a criação da Câmara Técnica, que tem como
objetivo monitorar e avaliar procedimentos como manejo florestal e queimadas,
agilizando os trabalhos. Segundo a portaria nº 183, 10 de maio de 2001, a Câmara Técnica tem que ser composta por representantes do Ibama, órgão estadual do meio ambiente, Federação dos Trabalhadores na Agricultura, Federação da Agricultura, Federação da Indústria, instituições de ensino ou pesquisa, organizações não
governamentais, Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia e
Associação dos Municípios.

Também serão discutidos durante a reunião os procedimentos a serem adotados em
relação ao início das atividades do Plano Nacional de Prevenção e Combate ao
Desmatamento na Amazônia Legal, que deve iniciar neste mês, em data ainda
indefinida.

Outros temas a serem discutidos serão as atribuições do Ibama e a circunscrição
das unidades do Instituto no estado definindo a área de atuação.
“Queremos trabalhar de maneira uniforme em todas as unidades do Ibama” afirma o
gerente executivo do Ibama em Mato Grosso, Hugo José Scheuer Werle.
A gerência executiva I do Ibama em Mato Grosso possui 11 escritórios regionais,
e três gerências executivas nível II, localizadas nos municípios de Sinop, Alta
Floresta e Barra do Garças.