Geral

Ibama descobre no Nortão 20 áreas com desmatamento irregulares

Começaram as atividades das bases operativas do Plano Nacional de Combate ao Desmatamento na Amazônia, em Mato Grosso. Até o momento, estão em atividade as bases operativas de Sinop e Apiacás. A fiscalização vem sendo feita depois que foi desencadeada a Operação Curupira, que culminou com a prisão da cúpula do Ibama em Mato Grosso, exoneração do superintendete Hugo Werle, que continua preso sob acusação de receber propina para facilitar extração ilegal de madeira, e 34 pessoas continuam presas por determinação da Justiça Federal.

“Em uma semana de atuação foram notificados e embargadas 20 áreas sendo que duas foram autuadas” explica, o coordenador da base de operações em Sinop, Rodolfo Lobo. Foram vistoriadas áreas nos município de Nova Maringá, Tabaporã e Porto dos Gaúchos (150 km de Sinop). Não foi confirmado se os desmatamentos nestas áreas estavam sendo feitos por madeireiros ou agricultores.

A equipe conta com 18 servidores que trabalham diretamente na fiscalização utilizando dois helicópteros para vistoriar as áreas apontadas nas imagens via satélite. A base operacional das aeronaves é em Sinop onde são abastecidas e de onde os fiscais estão partindo, diariamente, para fazer as fiscalizações.