terça-feira, 21/maio/2024
PUBLICIDADE

Homem morre ao ser atingido por raio no Nortão

PUBLICIDADE

Um morador no Nortão morreu, no final de semana, depois de ser atingido por um raio. Valderei Martins de Oliveira, 49 anos, trabalhava em uma fazenda nas proximidades do rio dos Peixes, na região de Juara (308km de Sinop). Ele estava montado em uma mula e cercava o gado, para vacinação, quando foi submetido à forte descarga elétrica. Valderei chegou a ser socorrido por trabalhadores da fazenda e encaminhado para o hospital na cidade mas não resistiu e morreu antes mesmo de dar entrada na unidade. Além do homem, a eletricidade também vitimou o animal que era utilizado no serviço.

Casado e pai de um filho, Valderei foi sepultado no final de semana em Juara. Em Mato Grosso, a incidência de raios aumenta principalmente nas épocas de chuvas, tradicionalmente no início e final do ano. Áreas abertas tornam-se mais propícias a ocorrências desta natureza.

O físico da Universidade Federal de Mato Grosso, campus de Sinop, Fabiano Cesar Cardoso, explica que quanto maior é o nível de altura de uma pessoa, em relação ao solo, mais propícia ela estará a um acidente. Isto porque diminui o trajeto entre o raio e seu destino final.

“A descarga buscará o caminho mais fácil para ela [chegar ao solo]”, declarou o estudioso, ao Só Notícias. No entanto, Fabiano ressalta haver perigo não apenas para a população que reside no meio rural, mas também para quem mora na cidade. Em tempo de chuva deve-se evitar, por exemplo, falar ao telefone.

“Os raios geralmente costumam cair na rede telefônica e como não há proteção uma pessoa que esteja falando pode ser atingida pela descarga”, complementou Cardoso.

Notícia anterior
Próxima notícia

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Bolão com 15 apostadores em Mato Grosso ganha R$ 14,5 milhões na loteria

Um bolão com 15 apostadores do município de Juscimeira...

Justiça livra acusada e manda dupla a júri por homicídio no Nortão

A Justiça decidiu mandar a júri popular dois suspeitos...
PUBLICIDADE