Geral

Homem é condenado a 22 anos de cadeia por matar companheiro de trabalho no Nortão

Lindiomar Mendes da Silva, 35 anos, foi condenado a 22 anos de cadeia por assassinar Alexandre Miranda Rosa, com um tiro de espingarda, em abril de 2018, no alojamento de uma fazenda, na zona rural do município de Brasnorte (400 quilômetros de Sinop). A pena também abrange a condenação pela tentativa de homicídio contra um colega de trabalho, ocorrida no mesmo dia.

Lindiomar foi a júri popular e a decisão dos jurados é de que ele cometeu os dois crimes. Desta forma, coube à juíza Daiane Marilyn Vaz fixar a sentença condenatória em regime fechado. A magistrada ainda decidiu que o réu, que está na cadeia desde 2018, deverá permanecer preso. Ele ainda pode recorrer da sentença. 

Uma testemunha contou que uma das vítimas queria apagar a luz para ir dormir, o que irritou Lindiomar, que, segundo essa versão, tentou desferir golpes de faca contra o colega de trabalho, porém, Alexandre, que estava em outro quarto, foi até o local e interveio na briga, impedindo as agressões.

A testemunha relatou que Lindiomar saiu correndo em direção a um barracão e pegou uma espingarda. Após ter a arma apontada, Alexandre teria dito que não queria confusão e se virou para sair do local, no entanto, o homicida disparou. O tiro pegou no rosto da vítima, que chegou a ser socorrida, mas faleceu no hospital.

Lindiomar foi preso ainda em 2018. Ele foi sentenciado por homicídio qualificado, cometido por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, e tentativa de assassinato, cometida por motivo fútil.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria)