Geral

Fiscalização aponta irregularidades em hotéis em Sinop

O programa de Fiscalização Preventiva Integrada (FIP), promovido pelo CREA-MT, em parceria com outros órgãos, como Procon, Secretaria Municipal de Indústria Comércio e Turismo, Corpo de Bombeiros, Departamento de Vigilância Sanitária e Procon está sendo feito em Sinop desde a a última segunda-feira.

Estão sendo visitados inicialmente os hotéis do município, que conta com mais de 30 estabelecimentos do gênero. O objetivo da FIP é sanar ou pelo menos minimizar os graus de riscos como falta de manutenção predial, manutenção elétrica, prevenção e combate a incêndios e outras formas de riscos que o cidadão comum pode estar sujeito.

De acordo com Jairo Souza da Silva, do CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura) de Sinop, até agora foram visitados cerca de 10 hotéis. “A maioria apresenta deficiência em número de extintores e adequação para atendimento aos deficientes físicos, como rampa de acesso e banheiro adequado”, afirmou.

Segundo ele, cada órgão que está participando vai apresentar um relatório no final da operação, sobre as deficiências encontradas. “Essa fiscalização é apenas preventiva. O proprietário é notificado e recebe um prazo, de 15 dias, para fazer as adequações no empreendimento”, ressaltou.

Jairo ressaltou que dos 10 hotéis já visitados nenhum está 100% dentro do que é exigido. “O ponto comum entre todos os já visitados é a inadequação no atendimento dos deficientes, porque a legislação que determina esse ponto é nova”, frisou. A fiscalização a princípio vai até sexta-feira, mas poderá ser estendida.