Geral

Ex-procurador do Ibama Sinop que está foragido é indiciado em crimes ambientais

O ex-procurador do Ibama em Sinop Russel Alexandre Maia está entre os 91 indiciados pela Polícia Federal, em extração ilegal de madeira, descoberta através da Operação Curupira. Russel teve prisão decretada e está foragido. Ele foi procurado, no início do mês, por policiais federais em Sinop e não foi encontrado. Em Sinop permanecem presos o ex-gerente do Ibama Gleiçon Figueiredo o despachante Aparecido Vicente da Silva e o depachante Wilson Rosseto, que mora em Colíder, e foi recambiado para Sinop. A Polícia Federal prendeu 18 pessoas em Sinop, entre elas o ex-superintendente do Ibama Hugo Werle e quatro ex-gerentes do órgão, além de servidores, ex-servidores e despachantes.

A Polícia Federal dividiu os inquéritos em seis regiões, dentre elas Sinop, Alta Floresta e Juara. Vai concentrar agora as investigações nos 70 computadores dos envolvidos que foram apreendidos e nos documentos.

Embora os advogados de Hugo Werle afirmem que não há gravações que incriminem o ex-gerente do Ibama, ele é acusado de ter pedido propina ao despachante Alvaro Leite para liberar autorização de desmatamento para um reflorestadora. Alvaro Leite acabou confirmando esta versão em depoimento na Polícia Federal. Ele colaborou com as investigações e pode ter sua pena reduzida em dois terços.

Os 91 indiciados são acusados de envolvimento com desmatamento ilegal de 43 mil hectares e a maioria deles teve bens apreendidos, contas seqüestradas, além de imóveis.