Geral

Empresas devem apresentar documentação ao Procon Sinop para fiscalização e evitar preços abusivos 

A diretora do Órgão de Defesa do Consumidor de Sinop (Procon), Juliana Torres Baptist  informou, há pouco, ao Só Notícias, que em média, 14 empresas foram notificadas para que apresentem notas sobre as compras de álcool gel, luvas e máscaras, que teve bastante procura da população para uso contra a pandemia do coronavírus e já está em falta. Segundo diretora, as notificações começaram no dia 5 e após serem avisadas os empresários tiveram cinco dias para encaminhar a documentação. Se o Procon encontrar superfaturamento no produto a empresa pode ser multada em mais de R$ 30 mil.

“É importante esclarecer que as empresas foram notificadas porque havia álcool gel e mascaras, não porque estavam vendendo acima do preço. Todas as empresas foram notificadas para evitar preços abusivos. Até agora, nenhuma irregularidade foi encontrada, porém, continuamos analisando os documentos. Tivemos algumas denúncias de preços absurdos, averiguamos e vimos que não era verdade”, esclareceu a diretora.

Em nota a assessoria do órgão informou “que para esta semana os trabalhos de verificação de preço e orientação ao fornecedor permanecerão. No entanto, em virtude da determinação da prefeita Rosana Martinelli e do decreto municipal os atendimentos ao público ficam suspensos e os prazos processuais serão postergados.

Ainda de acordo com o Procon, as denúncias e reclamações podem ser feitas pelos telefones (66) 99998-8585, 99616-9837, 99238-4645 e 99246,0387.

Só Notícias/David Murba (foto: assessoria/arquivo)