Geral

Em audiência de custódia Justiça decreta prisão preventiva de serial killer localizado em Mato Grosso

A juíza Renata do Carmo Evaristo, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, converteu a prisão em flagrante de Djalma Campos Figueiredo, 46 anos, para preventiva. A decisão foi proferida durante audiência de custódia.

Djalma foi preso no bairro Tijucal, em Cuiabá, na terça-feira (11), após ser foragido da Justiça de Rondônia, onde cometeu diversos assassinatos em série. Natural do Rio de Janeiro, Djalma tinha o costume de matar as vítimas e, posteriormente, beber o sangue e comer as orelhas dos cadáveres.

A prisão aconteceu por volta das 18h30 em uma das ruas do Tijucal. Durante ronda pelo bairro, o grupo de apoio recebeu a denúncia de que em uma casa sem pintura estava morando um foragido da Justiça.

Os policiais foram até o local e encontraram o suspeito, que foi indagado sobre a situação. Quando questionado sobre seu nome, ele disse que se chamava Aparecido Almeida da Silva e apresentou um documento.

Em checagens no sistema, nada foi localizado. Mas, com base no RG, algumas inconsistências foram percebidas. O CPF do homem não batia com a foto dele e o número do documento constava com a foto de outra pessoa. Ao ser questionado, confessou que estava usando documento falso e assumiu sua verdadeira identidade.

Só Notícias/Gazeta Digital (foto: assessoria)