Geral

Defesa Civil registra 50 focos de queimadas em Sorriso fora da seca e prevê período severo

A Defesa Civil emitiu alerta informando que já foram registrados mais de 50 focos de queimadas na região, sem ainda entrar no período da seca. O coordenador do órgão, Fábio Santos pediu atenção a população para evitar incêndios e disse que possivelmente em julho já se deve iniciar período proibitivo. Na área urbana é proibido durante todo o ano. “É um assunto preocupante. Estamos monitorando, temos várias ferramentas, as quais apontam online qualquer foco. Foram mais de 50, até o momento, visto que as chuvas não terminaram na sua totalidade. É muito preocupante e dados oficiais leva a crer que teremos severos incêndios este ano”, disse.

Ainda de acordo com o coordenador, “o agricultor é o que mais protege, já que se passar fogo na sua lavoura, perde seu milharal, tudo que colocou e demora anos para essa recuperação (do solo). O que acontece são acidentes ou mais negligentes. Bitucas de cigarro, muito material de vegetação com estresse hídrico. Eles não têm água, uma vez formado foco de incêndio pode se transformar numa ocorrência sem procedência”.

O governo de Mato Grosso está investindo em um pacote de ações ambientais de combate e prevenção ao desmatamento ilegal e queimadas. Serão R$ 43,3 milhões exclusivos para atender aos incêndios florestais esse ano. Entre as medidas que serão implementadas com o recurso está a aquisição de um helicóptero no valor de R$ 21 milhões. A nova aeronave irá auxiliar o Estado a prevenir incêndios florestais e queimadas irregulares com rapidez, reduzindo a área atingida, e fortalecer a resposta das forças de segurança pública ao fogo.

Só Notícias/David Murba/Lucas Torres de Sorriso (foto: assessoria/arquivo)