Geral

Defesa Civil faz mapeamento de áreas para evitar queimadas em Sorriso; multas podem chegar a R$ 5 mil

O coordenador da Defesa Civil, Fábio dos Santos alertou a população para o risco de prisão e multa que pode chegar a R$ 5 mil para quem for flagrado ateando fogo, mesmo que em lixos, no perímetro urbano. O órgão está fazendo mapeamento para identificar os pontos onde existe risco de queimadas devido à grande quantia de mato.

“Estamos fazendo um trabalho de mapeamento em toda a cidade. É um trabalho bastante árduo, muitas áreas. Quando a situação (de fogo), a Defesa Civil é tolerância zero. Todo fogo tem que ter uma devida autorização e, uma vez, que a queimada traz danos às demais pessoas, se transforma em crime. Se identificado quem é o causador, será conduzido à delegacia. A pena é de um mês a 4 anos e multa de R$ 5 mil”, disse o coordenador.

O governo de Mato Grosso decretou emergência ambiental entre os meses de maio e novembro e adiantou o período proibitivo de queimadas na zona rural no Estado. O decreto proíbe qualquer atividade de limpeza de pastagem com o uso do fogo nas áreas rurais entre os dias 1º do próximo mês a 30 de outubro.

A medida é preventiva, em razão da alta probabilidade de ocorrência de incêndios florestais diante dos baixos índices de chuvas. O investimento na prevenção e combate aos incêndios e desmatamento ilegais foram de mais de R$ 73 milhões este ano.

Só Notícias/David Murba/Lucas Torres de Sorriso (fotos: assessoria)