Geral

Criança que morreu em rio em Sinop teve congestão, diz perito

A criança encontrada morta hoje de manhã, em um rio de Sinop, morreu vítima de congestão, segundo o perito Wilson Cunha. “Os indícios são de que ela tenha sofrido uma congestão, enquanto nadava com a família”, explicou ele, ao Só Notícias. Ela teria entrado no rio logo após alimentar-se.

A família da pequena Maria Cristina Silva e Silva, 10 anos, comunicou o desaparecimento dela ontem à tarde, depois que o corpo desapareceu nas águas do rio. A garotinha foi encontrada hoje, no Rio Telles Pires, na localidade conhecida como Balsa Paranatinga.