Geral

Correição constata bom desempenho na Vara do Trabalho de Sinop

O andamento dos serviços e a ordem dos processos na Vara de Sinop foram considerados muito bons pela Correição Ordinária concluída na quinta-feira á tarde.
Os trabalhos tiveram início na segunda-feira e foram presididos pelo juiz Tarcísio Régis Valente, em função corregedora. A correição incluiu, entre outros atos, a inspeção de processos de conhecimento e de execução, de
execução previdenciária, a análise do prazo médio para a realização de audiências iniciais, de instrução e de julgamento, além de reunião com advogados que militam na área trabalhista.

O bom resultado foi atribuído pelo corregedor ao empenho dos servidores da Vara, da juíza titular, Mara Aparecida de Oliveira Oribe, e das juízas que a auxiliam, Yumi Saruwatari Yamaki e Adriana Lemes Fernandes. Outro ponto
destacado como fundamental para o bom desempenho verificado foi a setorização da secretaria. O magistrado frisou que a rotina dos serviços constrói uma engrenagem que deve servir de exemplo às demais varas da Justiça do Trabalho no estado.
O juiz Tarcísio Valente ressaltou que o quadro de servidores permaneceu incompleto ao longo de todo o período ao qual diz respeito esta correição, o que exigiu esforços redobrados por toda a equipe em atividade. Mais um
motivo para parabenizar todos os servidores.

A Vara de Sinop recebeu em 2004 um total de 2.108 processos (equivalente a uma média de 176 ao mês), dos quais 348 estão pendentes de solução. Os números indicam um aumento considerável de demanda, se comparados aos do ano
anterior, quando foram recebidos 1.777 processos (média mensal de 148). E essa demanda aumentará ainda mais, uma vez que apenas nos dois primeiros meses deste ano foram recebidas 553 ações ( média de 277/ mês).

Com relação à execução trabalhista, ao final de 2003, um total de 1.391 processos tramitavam na vara, número reduzido em 2004 para 1.301. Em fevereiro deste ano, ele foi aumentado para 1.367.