Geral

Nortão: bombeiros, policiais e funcionários de fazenda fazem buscas por piloto de avião que caiu

Bombeiros, policiais militares e funcionários estão fazendo buscas em uma área de floresta para tentar encontrar o piloto Maicon Semencio Esteves, de 27 anos, que estava no avião modelo Neiva EMB-201A, que caiu e pegou fogo em uma mata, a cerca de 5 quilômetros de uma fazenda localizada em União do Norte, que é distrito de Peixoto de Azevedo (197 km de Sinop), no último sábado.

A noiva dele, Rebeca Razzaboni Freitas, disse hoje, em entrevista, ao Só Notícias, que Maicon enviou um áudio informado que decolaria de Porto Nacional (TO) e seguiria até Alta Floresta para trabalhar na pulverização de defensivos em fazendas. “Ele iria realizar duas paradas para abastecer. Parou na primeira, em Confresa, e depois seria em Matupá. Após isso, seguiria para Alta Floresta, mas perdemos o contato. Eu estou muito confiante dele estar vivo”, declarou.  Maicon reside em Primeiro de Maio, no Paraná (455 km de Curitiba).

O irmão de Maicon, Diego Semencio Esteves, disse que foi encontrado um canivete dele a cerca de dois metros do avião. “A possibilidade dele ter pulado do avião é quase que impossível. A pressão do vento durante o vou impossibilita abertura daquela janela. O avião caiu planando na mata. Foi um pouso forçado. Acreditamos que ele tenha saído antes de pegar fogo. A porta do cockpit estava aberta também. (Não há) Nenhum vestígio de roupa rasgada na mata. Estamos esperançosos que ele seja encontrado com vida”.

O gerente da propriedade informou, ontem, ao Só Notícias, que estava trabalhando quando viu a queda da aeronave. “Estava gradeando com trator uma área quando o avião passou bem baixo e caiu. Fomos até o local e encontramos a aeronave toda destruída, pegando fogo. Andamos (pela mata) mas não encontramos o piloto”, disse. Maicon pode ter saído da cabine antes das chamas começarem.

Segundo consta no Registro Aeronáutico Brasileiro, a aeronave estava com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) cancelado. O procedimento não havia sido renovado desde setembro de 2010. O avião estava na categoria de serviços especializado aeroagrícola.

A assessoria da Força Aérea Brasileira informou que investigadores do sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VI), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), realizarão a Ação Inicial da ocorrência, fotografando as cenas, além de retirarem partes do avião para análise, reunirem documentos e ouvirem relatos de pessoas que possam ter observado a queda.

(Atualizada às 09:35h)

 

 

 

 

Só Notícias/Cleber Romero (fotos: Só Notícias/divulgação)