Geral

Bombeiros de Sinop já atenderam 16 incêndios florestais durante período de proibição

Mesmo após a determinação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) de proibição das queimadas florestais, desde o dia 15 de julho, diversos incêndios florestais estão sendo registrados em Sinop. A partir desta data, em um período de pouco mais de um mês, o Corpo de Bombeiros registrou 64 ocorrências de incêndios, 16 delas florestais.

Também foram registrados 39 em terrenos urbanos, 5 em serragens, duas residenciais e duas industriais. Só Notícias apurou que das 64 ocorrências 29 foram de 15 a 31 de julho, sendo, 6 incêndios florestais, 18 em terrenos urbanos, 2 residenciais, 2 industriais e um em serragem.

O número de ocorrências é ainda maior em relação apenas aos 7 primeiros dias de agosto, quando foram 35 incêndios. 21 em terrenos urbanos, 10 florestais e 4 em serragens.

Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) e Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE), entre os dias 1º e 15 deste mês foram registrados 4.966 focos de calor em todo o estado de Mato Grosso. As equipes de fiscalização estão identificando as maiores causas dessas queimadas, são as limpezas de pastos, preparo para o plantio de áreas, desmatamentos, ações criminosas e até acidentes.

Conforme Só Notícias já informou, as queimadas estão aumentando mas a estrutura dos órgãos ambientais na região, responsáveis pela fiscalização e autuação, não. A Unidade Regional da Sema (Secretaria Estadual de Meio Ambiente) em Sinop não dispõe de uma equipe específica para atender questões de queimadas. São apenas três técnicos para desempenhar todas as funções do órgão, que já atenderam vários casos de queimadas em Vera, Marcelândia, Nova Maringá, Sinop e outros municípios da região.

O Ibama de Sinop atende 32 municípios da região Norte e também tem uma estrutura pequena para o setor de fiscalização e combate às queimadas. São apenas dois técnicos para atender toda a região. A Gerência Regional precisaria de, no mínimo, mais 10 fiscais para atender os municípios de sua abrangência no Nortão.