Geral

Bombeiros começam capacitação para ajudar a eliminar epidemia de dengue em Sinop

O Corpo de Bombeiros de Sinop iniciou, hoje, a capacitação dos militares que serão responsáveis por monitorar e identificar as edificações comerciais da região central de Sinop com focos de dengue. O monitoramento será realizado utilizando drones que irão capturar imagens aéreas dos terrenos baldios. A iniciativa do 4º Batalhão irá auxiliar a prefeitura  nos trabalhos em combate à dengue, no município.

Um dos problemas são as calhas das edificações comercias, que muitas vezes acumulam água e consequentemente vira um criadouro do mosquito da dengue. Ao total serão empregados três drones e 10 bombeiros envolvidos diretamente. De 1º a 30 de janeiro, foram confirmados 732 casos de dengue. Dos casos confirmados, 694 foram casos de dengue, 30 com sinais de alarme e oito considerados grave. Também há dois óbitos por suspeita de dengue sendo investigados.

Na quarta-feira começou uma megaoperação em parceria com a prefeitura de Sinop, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e voluntários para recuperação de casas fechadas onde não foram feitas vistorias para localizar possíveis focos e eliminação do mosquito Aedes Aegypti, que transmite dengue, chikungunya e zika vírus. Amanhã, , a operação será durante todo o dia, no Jardim Violetas, onde foram detectados 857 imóveis fechados.

Entre 13 de janeiro e a última terça-feira, o mutirão contra a dengue vistoriou 90 bairros. O número de imóveis trabalhados, por sua vez, superou 37 mil (37.607), indicou balanço divulgado hoje pela Sala de Emergência da secretaria Municipal de Saúde. De acordo com o relatório, em 1.130 imóveis foram encontrados focos do mosquito; em 907 houve o tratamento com larvicida. Já o total de imóveis fechados até 18 de fevereiro chegou a 14.630, ainda considerado um alto número. Mais de 75 caçambas de lixo foram recolhidas desde o início do trabalho.

Só Notícias/David Murba