Geral

Aterro será feito em Peixoto Azevedo para conter erosão que ameaça a 163

O Departamento Nacional de Infra-Estrutura e Transportes (DNIT) tem que agir rápido para conter a erosão que ameaça dois pontos da BR-163 no Nortão. Uma delas é 60 km de Sinop, sentido Itaúba. O barranco começou a ceder e já atingiu a parte do acostamento da rodovia e é grande o risco de acidentes. Técnicos do DNIT já estiveram no local e será necessário fazer um aterro para conter a erosão formada pelas águas das chuvas. O asfalto pode cair se continuar chovendo muito.

Há outro ponto de erosão próximo a Peixoto de Azevedo. O chefe do órgão em Sorriso (que coordena as ações no Norto), Nilo Fleury Dias, disse ao Só Notícias, que a erosão na BR-163, a 2 km de Peixoto já está sendo contida por uma equipe do DNIT. Com apoio das prefeituras, eles farão um aterro para evitar que as águas das chuvas continue aumentando a erosão e ameaçando estre trecho da rodovia.

O caso mais grave é o de Peixoto de Azevedo, onde uma rachadura ameaça “abrir” o barranco que sustenta a rodovia e deixar as cidades do Nortão isoladas. O trecho é muito alto e não há como fazer um desvio. Engenheiros e equipes de máquinas estão no local. O trânsito foi colocado em meia-pista desde quinta-feira passada.