Geral

Americanos não virão a Sinop depor sobre queda de boeing

Amparados em um tratado de cooperação jurídica entre Brasil e Estados Unidos, os pilotos americanos Joseph Lepore e Jan Paladino, não virão a Sinop, 2ª feira, para prestarem depoimento ao juiz federal Murilo Mendes, e explicarem as acusações feitas pela Polícia Federal na investigação onde também são responsabilizados pelo segundo maior acidente da história da aviação brasileira. Os dois permanecerão nos Estados Unidos e devem ser representados por um advogado de Brasília. Ambos comandavam o jato Legacy, que saiu de São Paulo e iria para os EUA, supostamente fora da altitude correta e com equipamentos de segurança desligados, bateu em boeing da Gol, que caiu em uma floresta a 200 km de Peixoto de Azevedo, deixando 154 mortos. Lepore e Paladino conseguiram pousar na Serra do Cachimbo (PA).

O juiz deverá ouvir em Sinop, no plenário da câmara, na terça-feira, 4 controladores de vôo que trabalhavam no dia do acidente. Jomarcelo Fernandes, Felipe Reis, Lucivando Alencar e Leandro Barros serão interrogados sobre a altitude que as duas aeronaves estavam, as orientações que foram dadas para os comandantes de ambas e podem prestar informações fundamentais para o desfecho do processo.