sábado, 13/abril/2024
PUBLICIDADE

Alta Floresta: justiça intima acusado de triplo homicídio

PUBLICIDADE

Há cerca de vinte meses um triplo homicídio chocou Alta Floresta. O principal suspeito ainda continua foragido. Márcio Pires Gonçalves, 27 anos, é acusado de ser o autor do triplo homicídio ocorrido em 26 de fevereiro de 2009, que vitimou Bruna Godoy dos Santos, na época com 18 anos, o namorado dela, Rodrigo Rocha Siqueira e, o pai dele, Darci Nunes Siqueira. Mesmo sem conhecer o “paradeiro”, a justiça dá continuidade no processo, que está tramitando pela quinta vara criminal da comarca altaflorestense.

Na última semana, foi expedido edital de citação, intimando o réu para responder pela acusação, por escrito, para “alegar tudo o que interesse à sua defesa, oferecer documentos e justificações”. O prazo definido é de 10 dias, expirando nesta semana. Esta não é a primeira vez que o réu é intimado. Em março deste ano, também foi expedido outro edital de citação, que não foi atendido.

O crime chocou a população. Conforme Só Notícias informou, ocorreu na loja de Darci (uma loja de fabricar chaves), na avenida Ariosto da Riva. Bruna e Rodrigo foram os primeiros a serem atingidos. Darci, que estava em uma lanchonete na esquina, abaixou a cabeça para entrar na loja, que estava com a porta entreaberta, levou uma coronhada e foi baleado. Pai e filho morreram no hospital, já Bruna, no local.

O acusado fugiu, com a moto de Rodrigo, localizada três dias depois. Darci era pioneiro no município. Rodrigo trabalhava no mesmo prédio, anexo, com recarga de cartuchos. Bruna havia rompido relacionamento com Márcio.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE