Geral

Acusado de matar jovem em Sorriso será julgado pela segunda vez em maio

Será julgado pela segunda vez, no dia 5 de maio, o principal suspeito de assassinar Derek Henrique Rodrigues Amaral. O jovem de 21 anos foi morto a tiros na rua Santa Bárbara, no bairro Jardim Primavera, em abril de 2015. Na época, o perito criminal José Roque informou que, pelo menos, cinco perfurações foram constatadas na cabeça e tórax da vítima.

O acusado foi a júri popular em novembro de 2019 e acabou condenado, já que a maioria dos jurados entenderam que ele foi o autor do homicídio. Na ocasião, o suspeito foi sentenciado a 16 anos de cadeia por homicídio qualificado, cometido por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.

Um ano depois, no entanto, o Tribunal de Justiça decidiu anular o julgamento, sob o entendimento de que a decisão dos jurados foi “manifestamente contrária” às provas apresentadas no processo. Com isso, foi determinado um novo júri popular.

Ainda em 2020, após a anulação do julgamento, a Justiça de Sorriso decidiu colocar o réu em liberdade. Ele estava preso pelo homicídio de Derek desde 2016 (quatro anos). No entanto, como responde a outra ação penal, ele segue na cadeia.

Conforme a decisão da Justiça de Sorriso, o segundo julgamento em maio deste ano será realizado de maneira híbrida, sem a presença de público e com apenas algumas partes no plenário. O réu poderá participar por meio de videoconferência, na unidade prisional. Seus familiares também poderão acompanhar a sessão pela internet.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Estado (MPE), o réu, ao ser informado que a vítima estava na Rua Santa Bárbara, deslocou-se até o bairro Jardim Primavera, em uma motocicleta Yamaha Lander azul, em companhia de um segundo indivíduo. Ao visualizar Derek, o suspeito teria parado a moto e efetuado seis disparos.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/Lucas Torres/arquivo)