Geral

200 caminhões carregados com arroz estão em Sinop sem lugar para armazenar

Cerca de 200 caminhões carregados com arroz estão, neste momento, às margens da BR-163 eem frente ao armazém Prante Chiarello, no setor industrial de Sinop. Os motoristas e produtores rurais reivindicam o direito de descarregar o produto, mas o armazém foi descredenciado pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

O armazém tem capacidade para receber 750 mil sacas de arroz (60 kg cada). Como se não bastasse a falta de armazéns na região para abrigar a produção de arroz, visto que muitos estão lotados de soja, os produtores ainda precisam lidar com esse problema.

O diretor-proprietário da empresa, José Carlos Chiarello, informou ao Só Notícias-Agronotícias que a Conab descredenciou o armazém alegando “que tem acomodado pequena parte de estoque de milho sem consentimento da Conab”. “Além do preço do produto estar baixíssimo, não têm lugar para armazenar. Esses caminhões que estão aqui têm cargas de vários municípios da região. Se recebermos essas cargas, depois a Conab pode não comprar”, explicou ele.

Vários produtores estão começando a chegar no local, revoltados com a situação provocada pelo órgão.