domingo, 23/junho/2024
PUBLICIDADE

Vila Aurora goleia e é campeão mato-grossense

PUBLICIDADE

O Vila Aurora é campeão mato-grossense. Este é o primeiro título que uma equipe de Rondonópolis consegue no Campeonato Mato-grossense. O Vila, foi perfeito na decisão. Foi a equipe que mais buscou a vitória, único resultado que lhe interessava para ficar com o título. Não temeu a força ofensiva do Operário e venceu por 3 a 1 em jogo empolgante que que levou o torcedor rondonopolitano a uma grande festa no estádio municipal Engenheiro Luthero Lopes, em Rondonópolis e que contou com a presença do governador Blairo Maggi, um torcedor fanático do União.

O Vila Aurora entrou em campo sabendo que apenas a vitória lhe interessava para conquistar o inédito título mato-grossense. E com muita disposição foi todo para o ataque encurralando o Operário, que não conseguia jogar e mostrava que estava abalada com o episódio que aconteceu horas antes na concentração, quando mandado para o banco de reservas, o lateral titular Ezequiel deixou a equipe quebrando porta e xingando muito o técnico Mosca.

Decidido, o Vila Aurora partiu todo para o ataque e logo aos três minutos criou a primeira chance com Joel cobrando falta muito próximo a trave de Ernandes. O primeiro gol surgiu apenas aos 11 minutos. Tironi partiu em velocidade pelo setor esquerdo de seu ataque, exatamente o setor direito operariano que não contava com o titular Ezequiel. Foi até a linha de fundo e cruzou para Carioca que pegou de forma inapelável, levando a torcida rondonopolitana ao delírio.

O jogo era fácil para o Vila Aurora, que mandava, criava grandes jogadas e não permitia nenhuma chance para o frágil e perdido Operário. Foi assim, que aos 27 minutos amplia para 2 a 0. Novamente pelo setor esquerdo, Moreno avança e cruza para Carioca, que substituiu Coelho, que cumpriu suspensão automática, tocar de cabeça e ampliar o marcador.

O Operário só teve uma chance em todo o primeiro tempo e graças a uma falha da defesa do Vila chegou ao empate, aos 32 minutos. Eder Grillo, que havia entrado em lugar de Gil, que sentiu uma contusão aos 25 minutos, foi a linha de fundo e tocou para Rinaldo, que vendo Peta entrar em velocidade tocou para fazer o único gol operariano.

Na fase complementar, o Vila Aurora continuou melhor que o Operário, que não conseguia jogar nada, mostrar o bom futebol que apresentou durante todo o campeonato. Com isso, mesmo com as saídas de Joel e Carioca para as entradas de Torrinha e Edmar, continuava criando suas jogadas e fazendo por merecer a vitória, que foi confirmada aos 35 minutos numa cobrança de pênalti de Luizão. Moreno, se aproveitou da falha de Peta, tomou a bola, entrou em velocidade e foi derrubado por Ernandes. Luizão cobrou com perfeição.

Aos 38 minutos, perdido em campo, Fernando foi expulso, deixando o Operário com um a menos. Com isso ficou mais fácil para o Vila, que administrou o marcador, dando olé em campo, envolvendo o Operário enquanto que a torcida do Vila, que lotou o estádio Luthero Lopes comemorava ao grito de “é campeão”, “é campeão”.

VILA AURORA – 3
Ronaldo; Tironi, Zé Luciano, Tiago Fofão, Kaká e Soares; Cristiano, Luizão e Joel (Torrinha); Moreno e Carioca (Edmar). Técnico – Marcos Birigui

OPERÁRIO – 1
Ernandes; Baiano, Peta, Marcelo do Ó, Evandro e Lucianinho; Kiko, Betinho e Elias (Fernando); Rinaldo e Gil (Eder Grillo). Técnico – Mosca
Gols – Carioca, aos 11 e 27 e Peta, aos 32 minutos do primeiro tempo e Luizão, aos 35 minutos, do segundo tempo
Árbitro – Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Local – Estádio Municipal Engenheiro Luthero Lopes – Rondonópolis

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Cuiabá e Atlético-GO empatam sem gols pelo Brasileirão na Arena Pantanal

Neste sábado, Cuiabá e Atlético-GO empataram sem gols pela 11ª rodada do Campeonato...
PUBLICIDADE