Esportes

União de Rondonópolis libera 30 atletas e folha mensal de R$ 100 mil está suspensa

O presidente do União de Rondonópolis Edicarlos Olegini evitou falar a palavra dispensados, mas informou, há pouco, ao Só Notícias, que os 30 atletas, que estavam disputando o Campeonato Mato-grossense foram ‘liberados´, não receberão mais salários e retornaram para suas casas. O treinador do colorado Júlio César também retornou para Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, e aguarda posicionamento. A folha mensal do clube gira em torno de R$ 100 mil.

“O campeonato está parado, os patrocinadores cortaram e não tem como exigir que continuem. Só entra dinheiro com o campeonato em andamento, com bilheteria e tudo mais. A capacidade financeira acaba, um momento muito difícil para todos. O patrocínio só gira em torno do campeonato, como pode ter sem jogo. Quando as atividades normais voltarem, que não sabemos nem quando, eles serão chamados de volta”, apontou o presidente.

Conforme Só Notícias já informou com a suspensão do campeonato o Sinop Futebol Clube já planeja tomar atitudes mais drásticas caso não haja uma definição do futuro do certame até o próximo dia 10. “Vamos acabar reincidindo com os jogadores se não resolver nada até essa data. Ao todo são 26 registrados, vou manter as pratas da casa conosco e dar baixa no restante, são pelo menos 17 atletas que reincidiremos caso não haja uma posição oficial”, revelou o presidente Agnaldo Turra.

Inicialmente todos os atletas foram liberados, mas os contratos foram mantidos junto à Federação Brasileira de Futebol (CBF). Para a liberação, que começou no último dia 19, o Galo do Norte ainda precisou fazer o acerto com os jogadores. “Ainda não fechamos o valor total gasto com as dispensas, mas só de passagem foram mais de R$ 13 mil”, ressaltou Turra.

Só Notícias/David Murba (foto: assessoria/arquivo)