Esportes

Santos sai na frente mas sofre empate da Ferroviária na Vila Belmiro

O Santos empatou em 1 a 1 com a Ferroviária nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O Peixe abriu o placar com Sabino. Felipe Marques deixou tudo igual.

Sob o comando de Marcelo Fernandes, o Alvinegro foi a campo com time inteiramente formado pela base, enquanto os titulares se preparam para enfrentar o São Paulo no sábado, às 17h, no Morumbi, na estreia de Ariel Holan.

O Santos fez um primeiro tempo seguro na defesa, mas de pouca criatividade com Tailson de meia e Arthur Gomes de falso 9. Na etapa final, o Peixe foi encurralado pela Ferroviária, sofreu o empate e poderia até ter perdido.

O Santos somou o segundo ponto em duas rodadas e é o segundo colocado do Grupo D, atrás do Mirassol (4). A Ferroviária vai a quatro pontos e divide a liderança do Grupo B com o São Paulo.

Na próxima partida, o Peixe terá o clássico San-São pela frente, enquanto a Ferrinha receberá o Botafogo na segunda-feira, na Fonte Luminosa.

O jogo – O Santos foi seguro defensivamente contra a Ferroviária, mas teve dificuldade para criar chances. As opções com Tailson de meia e Arthur Gomes de falso 9 não funcionaram.

A Ferroviária só chegou uma vez, quando Vinicius Zanocelo recebeu de Renato Cajá e obrigou Vladimir a fazer boa defesa. E o Peixe assustou apenas na bola parada.

Com bons cruzamentos de Ivonei, o Santos chegou em escanteios consecutivos, mas foi numa falta que o meia colocou a bola na cabeça de Sabino. O zagueiro desviou e abriu o placar aos 29 minutos.

A Ferroviária voltou melhor para a etapa final e jogou o Santos para o campo de defesa. O Peixe deixou de ter a bola e passou a não controlar a partida na Vila.

A Ferrinha foi ganhando espaço até empatar. Em jogada bem trabalhada, Felipe Marques recebeu de Renato Cajá e bateu forte para vencer Vladimir. 1 a 1.

Nos minutos finais, o Santos não levou perigo a Saulo, enquanto a Ferroviária deu alguns sustos em Vladimir, como num chute perigoso de Rogério aos 38 jogados. No fim das contas, um time foi melhor em cada tempo e o 1 a 1 no placar.

Gazeta Esportiva (foto: assessoria)