Esportes

Santos busca o empate contra o RB Bragantino, mas segue em situação delicada no Paulista

Neste sábado, o Santos saiu atrás do placar, mas buscou o empate por 1 a 1 com o Red Bull Bragantino, no Nabi Abi Chedid, pela décima rodada do Campeonato Paulista. Os mandantes abriram o placar com Claudinho, enquanto o Peixe deixou tudo igual com Lucas Braga.

Apesar de ter enfrentado uma equipe qualificada, o empate ainda deixa o Santos em uma situação delicada no Paulistão. O time tem um ponto a menos do que o Guarani, segundo colocado do grupo D, que ainda joga nesta rodada. Além disso, tem quatro pontos a mais do que o vice-lanterna São Bento, que também tem uma partida a menos.

O primeiro tempo foi dominado pelo RB Bragantino. Os mandantes marcaram alto e recuperaram diversas bolas no campo de ataque, inclusive na origem do gol que abriu o placar. Logo no primeiro minuto da etapa final, o Santos deixou tudo igual, com um bonito chute de Lucas Braga. O Peixe até chegou a balançar novamente as redes, mas o gol de Jean Mota foi anulado.

Com o resultado, o Santos foi a dez pontos, na terceira posição de sua chave. Na terça-feira da semana que vem, o time recebe o The Strongest, na Vila Belmiro, às 19h15, pela terceira rodada do grupo D da Libertadores. Enquanto isso, o RB Bragantino chegou aos 22 pontos, na liderança do grupo C. O próximo compromisso da equipe é contra o Talleres, em casa, na quarta-feira, às 21h30, pela Sul-Americana.

O jogo – O jogo começou bastante intenso em Bragança Paulista, com as duas equipes tentando chegar ao ataque. A primeira oportunidade real foi do RB Bragantino, com Ytalo finalizando em cima de João Paulo e, no rebote, Pedrinho chutando fraco para o goleiro pegar novamente.

Depois de um período mais morno da partida, o Massa Bruta conseguiu abrir o placar aos 26 minutos. Pará saiu jogando errado, Pedrinho recuperou e passou para Claudinho. O camisa 10 arriscou de fora da área e contou com um desvio para marcar o gol.

Após sofrer o gol, o Peixe até tentou se lançar ao ataque, porém sem grande sucesso. Pará recebeu cruzamento na segunda trave e testou por cima do travessão. O RB Bragantino respondeu com Pedrinho, invadindo a área e parando em defesa de João Paulo.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Peixe deixou tudo igual. Marinho recebeu pela direita e enxergou Lucas Braga livre pela esquerda, fazendo a inversão. O atacante dominou e finalizou forte, de esquerda, para fazer um belo gol. Bem melhor depois do intervalo, o Alvinegro seguiu pressionando no ataque.

Aos 16 minutos, o Santos chegou a balançar as redes pela segunda vez, com um lindo chute de Jean Mota de fora da área. No entanto, o VAR anulou o gol por Marinho ter recebido em condição irregular no início do lance. O próprio Jean Mota voltou a levar perigo, em cobrança de falta defendida por Cleiton.

Gazeta Esportiva (Ivan Stori/assessoria)