Esportes

Reviravolta nas negociações poderão manter Jorginho no comando do Cuiabá em 2022

Ao final do Campeonato Brasileiro, há duas semanas, a diretoria do Cuiabá informou de forma oficial que o técnico Jorginho não renovaria contrato para a temporada/2022. O encerramento do compromisso do treinador com o clube ocorre de forma oficial no próximo dia 30 (quinta-feira), mas uma reviravolta nas negociações poderá reconduzir Jorginho ao comando do Dourado

A Gazeta apurou que a diretoria cuiabanista optou pela não renovação, após Jorginho pleitear um reajuste dos atuais R$ 400 mil para R$ 500 mil. Não houve acordo de imediato, mas o acerto, inclusive com direito a premiação pela vaga na Copa Sul-americana, manteve as portas abertas para o retorno do ex-campeão mundial.

De férias, com a família, Jorginho preferiu não confirmar a negociação, mas fontes ligadas ao treinador, garantiram que ‘não está descartada a volta dele, mediante é claro, uma renegociação dos valores, e, isso inclui uma redução na pedida do profissional. A diretoria cuiabanista não confirma a informação.

Enquanto isso o clube já confirmou a reapresentação para o dia 4 de janeiro e segue renovando contrato com parte do elenco. Entre os remanescentes garantidos para 2022 está o zagueiro Paulão e o artilheiro Elton. Também ficarão o zagueiro Marllon e o atacante Felipe Marques. O clube não renovou com o zagueiro Anderson Conceição, o volante Uillian Correia e os meias-atacantes Osman e Yesus Cabrera.

A Gazeta (foto: assessoria/arquivo)