Esportes

Primeira fase do Mato-grossense foi disputada sem composição de um novo TJD

A primeira fase do Campeonato Mato-grossense da Primeira Divisão foi disputada toda ela sem a composição de um novo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), órgão responsável pelo julgamento disciplinar da competição. Já se vão quase nove meses que a órgão sofreu intervenção da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), com o então presidente Jorge Miraglia deixando o cargo.

Em solidariedade a Miraglia, os demais procuradores do órgão decidiram por uma renúncia coletiva. Desde então, os casos disciplinares das competições da federação ficam sob responsabilidade do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que não julgou nenhum caso relativo ao Estadual deste ano.

A saída coletiva de todos os membros chamou a atenção do STJD, que enviou um de seus membros no início do ano a Cuiabá para ver o que tinha ocorrido, algo inédito no futebol mato-grossense.

Recentemente, o presidente da FMF, Aron Dresch disse que clubes, representantes da arbitragem e OAB já estavam fazendo as indicações para nova composição.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)