quarta-feira, 28/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Patrocinador pode “comprar” o bicampeão Cuiabá

PUBLICIDADE

O bicampeão Cuiabá Esporte Clube, eliminado no hexagonal final do Mato-grossense deste ano, pode trocar de dono. Único clube empresa de Mato Grosso, fundado há 3 anos, pode ser adquirido pelo seu principal patrocinador. Metade do clube presidido pelo ex-jogador Luís Carlos Tófolli, o Gaúcho, poderá pertencer a empresa Drebor Borracha.

A notícia foi comentada nos bastidores, no último final de semana, mas negada “em parte”, ontem pelo próprio empresário Manoel Dresch, da Drebor. “Quando tivermos alguma coisa, vocês serão os primeiros a saber”, disse.

Durante esta temporada a empresa investiu cerca de R$ 400 mil no Cuiabá – cerca de R$ 50 mil mensais – para ter a sua marca estampada dos uniformes do clube bicampeão. Mas com os insucessos da equipe, eliminada da Copa do Brasil e na Segunda Fase do Estadual, chegou até a se cogitar a rescisão do contrato de patrocínio, o que não aconteceu. “Não sei se o Cuiabá vai parar”, disse Manoel ao jornal A Gazeta.

Nesse período Manoel Dresch sempre preferiu não interferir diretamente nas contratações, o que deverá mudar a partir do momento em que o negócio for celebrado.

O presidente Luís Carlos Tóffoli não foi localizado ontem para falar sobre a negociação. Segundo funcionários do clube, Gaúcho estava viajando para o Rio de Janeiro. Antes, logo após a eliminação do clube, ele chegou a ameaçar a dissolução do clube empresa.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE