Esportes

Paratleta mato-grossense terá trajetória no esporte contada em programa nacional

O paratleta de canoagem e morador de Vera, Dieiverson Perin, 26 anos, terá sua trajetória contada, neste sábado, no programa Caldeirão do Huck, do apresentador Luciano Huck. Ele é um dos selecionados para carregar a Tocha Olímpica dos jogos que serão realizados, em agosto, no Rio de Janeiro e a matéria será veiculada em um dos blocos do programa. Nas redes sociais, Huck publicou fotos com os dizeres: "Canoagem paraolímpica na área. Dupla de responsa.  Dieiverson Perin & Fernando Fernandes. #caldeirão #timebrasil".

Perin viajou para o Rio de Janeiro e reencontrou o seu ídolo, também paratleta de canoagem, Fernando Fernandes, no qual se inspirou durante sua recuperação e com o apresentador Luciano Huck. "Não há palavras que possam descrever essa emoção, são momentos únicos que alguém pode ter ao lado de seu ídolo e de um apresentador sensacional. O tema é especial para as olimpíadas e, como minha história tem um pouco com superação, motivou a matéria pelo fato de me superar no esporte. Que a minha história de vida sirva de exemplo para outras pessoas possam sair da  zona de conforto".

O paratleta disse que se emocionou no palco do programa. "Tudo foi muito top, lindo, sensacional lá no palco. É uma energia positiva intensa naquele local, adrenalina estava no extremo. Hoje fico mais convicto das coisas que vem acontecendo na minha vida e isso me fortalece, pois mesmo sem patrocinador, consegui chegar tão longe. Tenho gastos grandes, mas vou continuar seguindo esse caminho porque sei que estou no rumo certo".

Dieiverson sofreu um acidente automobilístico em São Paulo que o deixou paraplégico. A carreira como atleta teve início em 2010. A canoagem ele  conheceu em Brasília durante o tratamento no Hospital Sarah Kubitschek. O primeiro contato com esporte foi através de Fernando Fernandes, campeão mundial de canoagem paralímpica.

Conforme Só Notícias já informou, no mês passado uma equipe do programa esteve em Vera e acompanhou a rotina do atleta durante dois dias. Perin divide o tempo entre o trabalho, estudos e os treinos em uma lagoa nas proximidades do município, sem estrutura. Ele já participou de diversos campeonatos estaduais e em dois campeonatos brasileiros de paracanoagem, em São Paulo. Foi duas vezes campeão na primeira modalidade de 500 metros e 2º na de 200 metros. Em Curitiba, ficou em 3º lugar nos 200 metros e em 2º lugar nos 500 metros.