Esportes

Palmeiras bate Defensa y Justicia na Argentina e depende de empate para ganhar Recopa

O Palmeiras depende de um empate para conquistar a Recopa Sul-Americana pela primeira vez em sua história. No primeiro jogo, disputado na noite desta quarta-feira, o time brasileiro não teve uma de suas melhores atuações, mas ganhou por 2 a 1 do Defensa y Justicia no Estádio Norberto Tomaghello.

A segunda e última partida pelo torneio continental está marcada para as 21h30 (de Brasília) de quarta-feira, no Estádio Mané Garrincha. Vitória simples do Defensa y Justicia leva a decisão da Recopa para a prorrogação, seguida de pênaltis, caso necessário.

Antes de pensar na partida de volta, o Palmeiras decide a Supercopa do Brasil com o Flamengo às 11 horas (de Brasília) deste domingo, também no Estádio Mané Garrincha. Já o Defensa y Justicia, pela nona rodada do torneio nacional argentino, pega o Talleres às 18h30 de sábado, novamente como mandante.

O Jogo – A primeira oportunidade da partida foi criada pelo Defensa y Justicia. Ainda nos minutos iniciais, Braian Romero recebeu de Pizzini pelo meio e bateu de dentro da área. Atento, o goleiro Weverton caiu no canto direito e evitou a abertura do placar na Argentina.

O Palmeiras respondeu rapidamente e conseguiu inaugurar o marcador aos 15 minutos do primeiro tempo. Do campo de defesa, Matias Viña interceptou lançamento e acionou Willian, que lançou Rony de forma inteligente. O novo camisa 7 levou a melhor sobre Meza e tocou com precisão na saída de Unsain.

Após sair na frente, o Palmeiras deu espaço no meio de campo e o Defensa y Justicia ganhou algum terreno, porém sem oferecer maiores riscos ao goleiro Weverton. O time brasileiro melhorou na marcação com o passar do tempo, e a etapa inicial terminou sem mudança no placar.

Em um começo de segundo tempo equilibrado, o Defensa y Justicia chegou ao empate aos 12 minutos. Com liberdade, Walter Bou recebeu nas costas do palmeirense Felipe Melo e tocou para Braian Romero finalizar com competência na saída do goleiro Weverton.

Colocado no lugar de Raphael Veiga, Gustavo Scarpa já havia cobrado falta com perigo e, aos 28 minutos, conseguiu marcar. Em cobrança pelo lado esquerdo, o meia bateu direto para. O goleiro Unsain ainda chegou a tocar na bola, mas ela acabou nas redes.

Aos 36 minutos, após cruzamento vindo da direita, Walter Bou completou para o gol, mas a arbitragem anulou o lance por impedimento de Braian Romero, medida intensamente contestada pelo time argentino. Em busca do empate, o Defensa y Justicia pressionou até o final, mas o Palmeiras conseguiu defender o resultado.

Gazeta Esportiva (foto: César Greco/assessoria)