Esportes

Nunca mais vou ver vocês, lamenta cuiabano que escapou de incêndio no CT do Flamengo

Kenedi Lucas, cuiabano, de 14 anos, que conseguiu escapar da tragédia no alojamento do Ninho do Urubu, onde funciona o Centro de Treinamento do Flamengo, postou uma mensagem sobre o assunto, ontem. Ele lamentou a morte de 10 colegas.  “Rapaziada dói só de pensar que nunca mais vou ver vcs muito obrigado por tudo irmãos Deus tem coisas melhores pra vc irmãos que saudades de tudo irmãos que vcs estejam em um lugar melhor que aqui na terra (sic)”, afirmou em uma rede social.

Natural de Cuiabá, ele já está há 7 meses alojado no clube da Gávea. No momento do incêndio, Kenedi, que é lateral esquerdo, conseguiu correr.  A família do jovem, que vive no bairro Praeirinho, em Cuiabá, passou por momentos de apreensão. Responsável pela formação do garoto em Cuiabá, o professor Delrik Brunne, proprietário da Academia de Futebol, relatou os primeiros momentos de pânico.

“Estava muito apreensivo. Liguei para o Kenedi e ele não atendeu. Fiquei muito apreensivo, nervoso. Mas depois ele me atendeu e nos tranquilizou. De um lado estamos aliviados, do outro estamos tristes pelas mortes. Agora, vamos nos solidarizar com as famílias de quem perdeu algum parente nesta tragédia. Estamos comovidos”, disse Delrik.

Dez pessoas morreram em um incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo no início da manhã desta sexta-feira. Todas as vítimas foram identificadas e eram atletas da base do time, entre 14 e 16 anos.

Só Notícias/Gazeta Digital (foto: reprodução