Esportes

Marrony marca nos acréscimos, e Galo vence o Sport na Ilha do Retiro

O Atlético-MG suou, mas venceu o Sport neste domingo, na Ilha do Retiro, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de ficar duas vezes à frente no placar, o time comandado por Jorge Sampaoli acabou cedeu o empate, mas foi persistente para, nos acréscimos, assegurar o triunfo por 3 a 2. Jair, Rafael Thyere (contra) e Marrony balançaram as redes para o Galo. Dalberto e Thiago Neves descontaram para o Leão.

Com o resultado, o Atlético-MG encaminhou a vaga direta à fase de grupos da Libertadores. Se o Fluminense for derrotado pelo Santos, neste domingo, o Galo confirma sua presença na próxima edição do torneio continental. O Sport, por sua vez, garantiu a permanência na Série A e ainda sonha com uma vaga na Copa Sul-Americana, encarando o Athletico-PR, em Curitiba, na última rodada.

O jogo – O Atlético-MG não perdeu tempo e logo aos seis minutos de jogo abriu o placar na Ilha do Retiro. Guilherme Arana finalizou da entrada da área, Luan Polli fez a defesa, mas, no rebote, Jair apareceu para completar para o fundo das redes, fazendo prevalecer a “Lei do Ex”, já que defendeu o Leão antes de desembarcar em Belo Horizonte.

O Sport, por sua vez, respondeu com Patric, que recebeu lançamento nas costas de Guilherme Arana e bateu de primeira, mandando rente à trave do goleiro Everson. Mas, era o Galo quem mandava no jogo. Aos 18 minutos, Savarino tabelou com Sasha e chutou de fora da área, forçando o goleiro Luan Polli fazer a defesa em dois tempos.

Com o passar do primeiro tempo, o Sport foi se encontrando no jogo, conseguiu neutralizar as ações ofensivas do Atlético-MG e acabou premiado com o gol de empate aos 32 minutos. Júnior Tavares cruzou na área, e o Dalberto, livre, bateu de primeira, sem chances para o goleiro Everson.

O Sport só não virou o jogo antes do intervalo porque Marquinhos acabou cometendo um enorme vacilo. O atacante recebeu lançamento, saindo cara a cara com o goleiro Everson, mas, ao se atrapalhar quando conduzia a bola, foi travado por Guga, que não desistiu da jogada. O Atlético-MG também teve chance de fazer o segundo, com Savarino, mas faltou um pouco de mira no cabeceio do venezuelano.

Segundo tempo

A exemplo do que aconteceu no primeiro tempo, o Atlético-MG demorou poucos minutos para ir às redes na etapa complementar. Logo aos quatro, Rafael Thyere tentou interceptar o chute de Guilherme Arana e acabou jogando contra o próprio gol, recolocando o Galo em vantagem no placar.

A partir daí o Atlético-MG passou a ameaçar menos, controlando mais o jogo. De vez em quando, o time comandado por Jorge Sampaoli até finalizava algumas bolas, mas faltava pontaria. O Sport, por sua vez, teve uma jogada promissora com Ewerthon, que fez fila e foi ao chão dentro da área, pedindo pênalti, mas o árbitro mandou a partida seguir.

Na reta final, o Sport foi com tudo para cima do Atlético-MG e acabou premiado com um pênalti. Marrony protegeu a bola dentro da área, mas Patric foi ao chão, e o juiz marcou a penalidade. Furioso com a marcação da arbitragem, Jorge Sampaoli acabou sendo expulso. Thiago Neves foi para a cobrança e não desperdiçou, empatando a partida.

Só que ainda deu tempo para Marrony se redimir do pênalti cometido em Patric. Já nos acréscimos, o atacante recebeu pela esquerda, cortou para o meio e bateu firme para selar a vitória do Galo em Recife e levar a equipe de volta à terceira colocação da tabela.

Gazeta Esportiva (foto: Pedro Souza/assessoria)