Esportes

Luverdense comemora muito vaga na Copa do Brasil 2020 e quer título da Copa Mato Groso

Além de conquistar uma vaga na final da Copa Mato Grosso, contra seu maior rival, o Cuiabá, o Luverdense garantiu também, com a vitória de ontem sobre o Mixto, uma vaga na Copa do Brasil do ano que vem. Os outros representantes do estado na competição, são o Cuiabá, campeão estadual e o Operário de Várzea Grande, vice-campeão mato-grossense. Se o Luverdense confirmar a vaga pelo Ranking da CBF, o União de Rondonópolis ficará com a 4ª vaga do estado.

Esta será a 8ª vez que o Luverdense disputará a Copa do Brasil. As participações anteriores foram nos anos de 2010 – 2012 – 2013 – 2015 – 2017 – 2018 – 2019. A melhor colocação da equipe no torneio ocorreu nos anos de 2013 e 2018, quando chegou até as oitavas de final. A conquista da vaga na Copa do Brasil ano que vem, na avaliação do gerente de futebol Maico Gaúcho, traz um novo ânimo para as pessoas que vão comandar o clube, a partir de 2020. “Sem dúvida dá um novo Start. Eu acho que o investimento poderia ter sido feito quando a gente estava lá na série B, em 2017. Ficamos quatro anos na B e o investimento sempre foi pouco. Não sei se foi falta de acreditar, ou de achar que a gente nunca iria cair, mas faz parte. Agora é torcer para que as coisas deem certo as pessoas que vão assumir o clube e que o Luverdense retorne ao lugar que merece”, espera Maico.

Falando como treinador do clube, Maico avaliou que a equipe voltou a jogar bem, depois do tropeço na partida da ida e mereceu a vaga para a final. “A palavra certa é merecida. A gente vinha fazendo por onde dentro da competição, onde o único jogo que ficamos abaixo, acabamos perdendo e eles (jogadores) mostraram diante do nosso torcedor a qualidade do grupo. Aqui dentro de casa, precisa ser sempre assim, com muita garra. Para mim chegar a mais uma final com o Luverdense é motivo de muito orgulho” avalia Maico Gaúcho.

Emocionado, o presidente do Luverdense Helmut Lawisch, disse que gostaria de deixar o comando do clube com mais uma volta olímpica. “Injeção de ânimo mesmo é ser campeão da Copa Mato Grosso. Nós não vamos nos contentar apenas com a vaga na Copa do Brasil. Eu quero entregar o cargo de presidente com mais uma volta olímpica”. “O Luverdense vai voltar a ser forte e agora, no final do ano, vem nova diretoria, vem sangue novo, vamos ficar sempre ajudando, mas eu queria me despedir com mais uma volta olímpica”, disse, emocionado, Helmute Lawisch.

Só Notícias/Altair Anderli, de Lucas do Rio Verde (foto: arquivo/assessoria)